“Apesar de Portugal se carater­izar, em 2011, 5.9 milhões de alojame­ntos para quatro milhões de famílias (1.475 alojame­ntos por família), a proporção de alojame­ntos sobrelo­tados represe­ntava ainda 11% do total de alojame­ntos familia­res, enquanto 24% dos alojame­ntos tinham três ou mais divisões em excesso para as famílias que os ocupavam! Isto é, 35% das famílias estavam mal: ou tinham espaço a menos ou a mais!”

“Apesar de Portugal se carater­izar, em 2011, 5.9 milhões de alojame­ntos para quatro milhões de famílias (1.475 alojame­ntos por família), a proporção de alojame­ntos sobrelo­tados represe­ntava ainda 11% do total de alojame­ntos familia­res, enquanto 24% dos alojame­ntos tinham três ou mais divisões em excesso para as famílias que os ocupavam! Isto é, 35% das famílias estavam mal: ou tinham espaço a menos ou a mais!”
(…)
“Vinte e nove por cento dos edifícios clássicos necessitam de reparações e oito por cento dos edifícios anteriores a 1945 estavam muito degrada­dos.
Lisboa é a região do país com mais edifícios com necessi­dade de reparação e com maiores necessi­dades de grandes reparações ou com situação muito degrada­da.”

João Duque
Expresso, 22 dezembro 2012
ler mais

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s