A proposta MaisLisboa.org ao Orçamento Participativo foi rejeitada pela CML

O MaisLisboa.org (movimento independente que patrocina as candidaturas independentes à Freguesia da Estrela e à Freguesia da Penha de França, em Lisboa) apresentou ao Orçamento Participativo de Lisboa a proposta “Ninho de Associações”, que, posteriormente concordou em fundir com a proposta http://www.lisboaparticipa.pt/proposta/op13/448/criacao-de-um-forum-civico.
Surpreendentemente (ou não…), o MaisLisboa viu a sua proposta rejeitada pela CML com a expressão:
Razão da rejeição: A proposta é rejeitada, devido a esta ideia (Ninho das Associações) estar nos objectivos previstos da Incubadora Social de Lisboa a inaugurar até ao final do ano.”
A este respeito, o MaisLisboa.org solidariza-se com os promotores da proposta (em particular com a Leonor Areal) para a criação de um forum cívico e com a sua reclamação perante a rejeição da proposta (a qual, entretanto, concordámos em fundir com o nosso “Ninho de Associação”):
“1 – Os serviços da Câmara resolveram interpretar a proposta feita e transformá-la noutra coisa mais a seu contento, que porém desvirtua a sua intenção essencial.
2 – Ora, como, para empreender um projecto, é preciso que haja alguém que o defenda e, neste caso, faça campanha pública por ele, necessariamente o projecto não pode ser transformado noutra coisa diferente.
3 –  A formulação que lhe foi dada, aliás, é suficientemente vaga e hipotética para não conseguir mobilizar nenhum eleitor; ou seja, é um projecto gorado antes de nascer.
4 – Não rejeitamos a sugestão feita de seguir o modelo proposto (CLIP – Recursos e Desenvolvimento), mas assinalamos que o nosso é de natureza diferente, pois contempla apenas associações e grupos de cidadãos sem fins lucrativos (e não entidades públicas ou empresariais).
5 – Assim, solicito simplesmente, a restituição do projecto à sua forma original.
6 – No entanto, o projecto pedia como contributo necessário da CML algo que não foi compreendido: um imóvel disponível para albergar as actividades pretendidas.
7 – Uma vez que essa condição é essencial, acrescento à proposta alguns edifícios que temos em vista, e que caberá à CML escolher ou apresentar outro como alternativa:
a) Antiga Escola Primária nº 8, Rua dos Poiais de S. Bento, 5-7-9 – link
b) Antiga Escola Primária nº2, Rua das Gaivotas, 8  – link
c) Antiga Escola-oficina nº1, Largo Graça 58 – link
d) Escola Primária do Bairro de Belém – link
e) Mercado do Rato – Rua Alexandre Herculano, 64 – link
8 – Por último, gostaria de assinalar que a cedência de um espaço poderá ser temporária (digamos, 2 anos, para arranque do projecto), até que a Câmara tenha necessidade desse imóvel e nos ceda outro espaço. A utilização do espaço cedido tem a vantagem adicional de o manter cuidado e preservado.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s