Perguntas Olissiponenses (3)

Quanto custa a electricidade consumida por todos os Segways da Polícia Municipal? Estes agentes não se poderiam deslocar a pé? A sua ação não seria assim mais eficaz (como fazem numa perseguição?), mas menos aparatosa?
A Escola Secundária Camões, está em avançado estado de degradação e há já várias zonas interditas a alunos por serem perigosas. O que está a CML a fazer a este respeito junto da Parque Escolar?
Se no âmbito do “plano de acessibilidade de Lisboa” a CML alega que a calçada portuguesa se deve limitar às zonas históricas, então porque é que colocou lioz no miradouro de Santa Catarina?
Porque é que nesta “guerra aberta” contra a “calçada portuguesa” a CML não ponderou (se a segurança dos utentes é mesmo o critério principal) a colocação de tipos de diferentes de pera – com antiderrapantes – como fez, de resto, nas calçadas do Sacramento e do Combro?
Quanto custa anualmente à CML a manutenção de todas as Segways utilizadas pela Polícia Municipal?
As funções hoje cumpridas pela EMEL não poderiam ser incorporadas – com mais eficiência em termos de autoridade e menos custos para a autarquia – pela Polícia Municipal?
A utilização de Segways pela Polícia Municipal em passeios públicos está regulamentada e completamente legalizada? Qual é a velocidade máxima a que se podem deslocar estes veículos nos passeios compartilhados com peões?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s