A Proposta MaisLisboa para o Orçamento Participativo está neste momento na fase de análise pelos serviços da CML

Chegou ao fim, a 7 de junho, a primeira fase do Orçamento Participativo de Lisboa do corrente ano de 2014. No total, foram recolhidas mais de 650 propostas, que agora serão analisadas pelos serviços competentes, aferindo se estão em condições de serem tornadas em Projetos, os quais, depois, entre 25 de setembro e 6 de novembro, estarão em votação por parte dos municipes de Lisboa.

Entre estes projetos, estará – esperamos – a proposta MaisLisboa

http://www.lisboaparticipa.pt/proposta/op14/490/lombas-geradoras-de-energia-numa-zona-experimental-de-lisboa

Presenta na categoria “Infra-Estruturas Viárias, Trânsito e Mobilidade” e com o título: “Lombas Geradoras de Energia numa zona experimental de Lisboa”

“Propomos a instalação numa zona experimental, onde existam problemas conhecidos com excessos de velocidade, atropelamentos de peões e ausência de lombas, como a Avenida de Roma, de lombas capazes de gerar energia a partir da circulação automóvel. Um sistema semelhante foi testado na Covilhã, contribuindo para a energia que alimenta os semáforos e painéis luminosos de uma rua nessa cidade do interior do país. Propomos a instalação de sistemas da Waydip (Wayenergy), ou de outros, equivalentes, igualmente fabricados ou com tecnologia nacional num segmento a determinar da Avenida de Roma, que poderá depois ser expandido a outros ou, eventualmente, a outras regiões da cidade de Lisboa permitindo – numa utilização máxima – servir inclusivamente para que a CML venda energia à rede e compense assim o custo inicial do investimento. Paralelamente, esta proposta – pela instalação de rampas em vias de circulação rápida – vai aumentar a segurança dos peões e reduzir os atropelamentos que todos os anos se registam nestas vias.
Local:Avenida de Roma
Número de registo:490″

Em devida altura, o MaisLisboa questionou a Waydip por forma a garantir que esta Proposta para o OP2014 não entrava em conflito com o projeto já em curso, para Lisboa, no decurso Mayors Challange, tendo obtido essa garantia.

Assim, objetivamente e conforme resposta da Waydip a proposta MaisLisboa consistiria na “instalação de um projeto piloto de geração de energia elétrica no pavimento rodoviário, a partir da energia libertada pelos veículos, com o objetivo de gerar eletricidade para alimentar um semáforo e iluminar uma passadeira, promovendo assim a segurança rodoviária, de uma forma sustentável, eficaz, e livre de emissões de carbono, um dos problemas da cidade. Em termos de orçamento para uma instalação piloto deste tipo, propomos a instalação de 10 metros de pavimento rodoviário Waynergy Vehicles, com um orçamento de 65.000 €.”

Estejamos atentos ao momento da votação e apoiemos, divulguemos e passemos a palavra sobre esta proposta!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s